Centelha MS: Ideias selecionadas assinam contrato e vão receber aporte de até R$ 60 mil cada

Categoria: AÇÃO ESTRATÉGICA, CIÊNCIA TECNOLOGIA & INOVAÇÃO | Publicado: terça-feira, setembro 1, 2020 as 14:55 | Voltar

Campo Grande (MS) – O avanço da ciência e da tecnologia ganhou mais 30 aliados nesta terça-feira (02). As ideias inovadoras de startups e empresas iniciantes foram selecionadas entre 564 propostas inscritas e irão receber apoio financeiro de até R$ 60 mil cada, por meio do Programa Centelha MS.

Os selecionados participaram da Cerimônia de Contratação dos Empreendedores Aprovados realizada em vídeo. O Centelha MS integra as ações de fomento à ciência e tecnologia por meio da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e sua vinculada, Fundect (A Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado).

“O Centelha é a consolidação do projeto do Governo de Mato Grosso do Sul de desenvolver ciência e tecnologia para atender as necessidades do mercado. Mesmo com tantas dificuldades, Mato Grosso do Sul está investindo em inovação, em negócios inteligentes, em ações que trarão desenvolvimento, emprego e renda para nossa gente”, destacou o secretário Jaime Verruck, titular da Semagro.

O diretor-presidente da Fundect, Márcio Pereira, deu as boas-vindas a todos os participantes e lançou oficialmente a segunda edição do Programa Centelha. “O Centelha em Mato Grosso do Sul é sucesso absoluto, e claro que não poderíamos ficar de fora de sua segunda edição. Fundect, Semagro e Governo do Estado de Mato Grosso do Sul já estão trabalhando arduamente para garantir um aporte ainda maior de recursos para esta edição do Programa”, afirmou o presidente.

Secretário-adjunto da Semagro, Ricardo Senna lembrou que em 2017, quando a Fundect se tornou vinculada a Semagro, o governador Reinaldo Azambuja lançou o desafio de transformar a base da economia estadual com maior abertura para a inovação e a sustentabilidade. “Podemos dizer que aqui temos a ciência e a tecnologia e inovação como molas propulsoras do desenvolvimento. Precisamos mostrar que isso está acontecendo no MS”.

Juliano Thomé, da empresa D-Módulo, que fabrica casas de baixo custo orçamentário e baixo impacto ambiental, foi o primeiro colocado dentre os 30 selecionados.

“O Centelha é o “start” que precisávamos para tirar nossas ideias do papel e oferecer para Mato Grosso do Sul novas oportunidades de negócio por meio da inovação. Todos somos vencedores, agradeço imensamente ao Governo do Estado por meio da Fundect e Semagro, além da Finep e do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação”, afirmou.

 

Priscilla Peres (Semagro), com Diogo Rondon (Fundect)

Publicado por: pperes@semagro.ms

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.