Reformado, Núcleo de Apoio Básico do Parque das Nações já está disponível ao público

Campo Grande (MS) – O primeiro Núcleo de Apoio Básico (NAB) do Parque das Nações Indígenas, já reformado, foi entregue na manhã desta sexta-feira (23) ao Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) e está disponível para uso dos frequentadores do local. A diretora de Desenvolvimento, Thaís Caramori, e o gerente de Administração e Finanças do Imasul, Roberto , vistoriaram e receberam a obra do arquiteto Luiz Jorge Bossay, fiscal de Obras da Agesul (Agência de Desenvolvimento de Mato Grosso do Sul).

Esse Núcleo, localizado próximo ao monumento da Zarabatana, demorou 45 dias para ser totalmente reformado. É composto por três blocos: um que abriga os banheiros, outro pode funcionar como um quiosque e o terceiro como depósito ou sala administrativa. Os três prédios passaram por reforma completa na parte de alvenaria, pintura, redes elétrica e hidráulica, os banheiros ganharam revestimento cerâmico nas paredes e troca de piso, além de pias e vasos novos. Também foi construído um banheiro para portadores de necessidades especiais, além dos conjuntos masculino e feminino que já existiam. O telhado foi trocado, assim como portas, vidros e luminárias e as escadas que levam até o mirante sobre o bloco dos banheiros ganhou corrimões.

O Parque das Nações Indígenas possui seis Núcleos de Apoio Básico que serão todos reformados. O segundo deve ser entregue na semana que vem. A previsão é de que até junho os seis sejam concluídos. Na reforma estão sendo investidos R$ 946 mil, outros R$ 180 mil com a aquisição dos equipamentos e instalação do sistema de videomonitoramento. Também estão sendo trocadas as lâmpadas por modelos de LED e executada pintura em todo gradil que cerca o parque e nas pontes internas.

Câmera

Thaís Caramori avisa que foi instalada uma câmera em um poste que cobre toda a área do NAB reformado. Essa câmera transmite imagens com nitidez perfeita para o Centro de Monitoramento instalado na base da Polícia Militar sediada no Parque. Os policiais monitoram um conjunto de 12 câmeras posicionadas nos locais de maior fluxo de pessoas, nas entradas e nos NABs, e estão prontos para se deslocar com agilidade para qualquer ponto do parque em caso de necessidade. Uma viatura está em permanente ronda, além de um agente patrimonial que também atua na vigilância interna.

A preocupação ao instalar as câmeras para videomonitoramento visa garantir a segurança dos frequentadores do parque e também preservar a integridade das instalações. Thaís Caramori lembra que outras reformas já aconteceram, porém os banheiros, sobretudo, foram danificados por ação de vândalos e ficaram sem condições de uso. Por dia, durante a semana, circulam pelo local em média 2 mil pessoas e nos fins de semana o número de frequentadores salta para 4 mil.

O Núcleo já reformado e entregue para uso público deve ser repassado para uma instituição, que será responsável por sua conservação. O convênio está em andamento, disse a diretora de Desenvolvimento do Imasul. Os outros Núcleos que ficarão disponíveis para uso público também serão repassados para administração de terceiros, o que afasta os vândalos.

Veja mais fotos na galeria abaixo: