Conselho do FCO aprova financiamento para instalação de fábrica de amendoim em Paranaíba

Campo Grande (MS) – Na segunda reunião do Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis pelo FCO (CEIF-FCO) de 2018, realizada nesta quarta-feira (07), foi aprovado recurso para instalação de uma fábrica de beneficiamento de amendoim no município de Paranaíba. O montante financiado será de R$ 50 milhões.

A Mani Agro Industrial será uma unidade armazenadora e beneficiadora de amendoim, integrando plantio, colheita, logística de transporte, beneficiamento, armazenagem e comercialização de produtos para indústrias. O município foi escolhido pela localização estratégica, próxima de outros estados e de produtores de amendoim, em Paranaíba e Aparecida do Taboado.

Na primeira fase será produzido amendoim beneficiado e armazenado em casca.  Na segunda fase, a empresa estima poder comercializar o amendoim debulhado, granulado e blancheado, podendo ainda ampliar a unidade para industrializar a pasta de amendoim, como forma de agregar valor ao produto.

O FCO em Mato Grosso do Sul é coordenador pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e o secretário e presidente do conselho, Jaime Verruck, destaca a importância do FCO para o processo de desenvolvimento econômico do Estado. “Essa é uma linha de crédito voltada para incentivar os negócios e vemos que ela cumpre seu papel de impulsionar a industrialização”.

Outros investimentos

A reunião do CEIF/FCO aprovou ainda 14 novos aviários pertencentes a Frango Belo e a BRF, que serão instalados em Naviraí, Ivinhema e Dourados. A avicultura tem tido bastante destaque nas contratações do FCO, reflexo da demanda por aves em frigoríficos instalados em MS e a necessidade de adequação dos aviários.

Hoje também foram aprovados quatro projetos com investimentos acima de R$ 30 milhões para a armazenagem de grãos. “Temos um grande déficit de armazenagem no Estado, mas pelo FCO percebemos que isso já esta na pauta dos produtores que estão preocupados com a ampliação da safra e manutenção dos preços”, destaca o secretário Jaime Verruck.

Ainda na reunião de hoje, foram aprovados R$ 20 milhões para instalação de uma PCH (Pequena Central Hidrelétrica) com capacidade instalada para produzir 4 megawatts, no município de Chapadão do Sul. A unidade já recebeu as licenças necessárias.